Robert de Visée

  Home Acima O Violão em São Paulo Violão Mandrião

 

Quando Francisco Corbetta (1620-1681) morreu em Paris, Robert de Visée, seu mais famoso discípulo, sucedeu-o na posição de guitarrista da corte de Luis XIV.

Robert de Visée foi, sem dúvida o melhor discípulo de Corbetta e suas composições para violão superaram, longe, o mestre. Nelas se destaca a fluência melódica e harmônica, especialmente nas suas suítes (das quais a "Suíte em Lá Menor" é o mais brilhante exemplo). Em Visée encontramos pela primeira vez a música feita, não só para, mas também como violão. Melodia e harmonia fluem sem esforço. Seu "Livre de Guitarre" (Paris, 1682) esgotou-se rapidamente e repetiu seu sucesso quando reimpresso, quatro anos mais tarde. Suas composições são hoje obrigatórias nos repertórios de concerto. Robert de Visée foi o primeiro compositor da época a ter suas obras transcritas das velhas tablaturas e executadas em concertos. A transcrição e divulgação foi feita por Napoleão Coste, compositor e violonista francês de grande prestígio, na segunda metade do século XIX.

Ouça o Prelúdio da Suíte em Lá Menor

Leia o texto de Gerardo Arriaga sobre Robert de Visée

 

 

Google

Web

www.violaomandriao.mus.br