Josefina Robledo

  Home Acima A História do Violão Violão Mandrião

 

A vinda da violonista espanhola Josefina Robledo - aluna do grande violonista
Francisco Tárrega - em 1916 trouxe várias transformações na mentalidade e no
aprendizado dos violonistas brasileiros. Estabeleceu-se no Brasil dando aulas
e oferecendo recitais. Ao longo da década de vinte mudou-se para São Paulo. A
revista ‘O Violão’ do Rio de Janeiro destaca nesta mudança um fato importante
para a vida do violão: a infiltração nas camadas sociais que antes tinham
adotado o piano como seu instrumento. Assim nos dá a notícia o periódico:

“A artista Josefina Robledo, transladou-se para a Paulicéia, ali prodigalizando
sábios ensinamentos as moças da alta sociedade e rapazes de real mérito(...)
O violão se infiltrou nas altas camadas sociais de São Paulo e é cultivado com
enorme carinho.”

As referências bibliográficas deste texto podem ser encontradas no trabalho
completo disponível em nossa página "Empório",
"O Violão Paulistano na Década de 30" de Cláudio Sant´Ana.

 

Google

Web

www.violaomandriao.mus.br